Nossos autores e ilustradores

André Calixto

Músico e poeta, atua como instrumentista e pesquisador de instrumentos de sopro étnico. Membro da banda “Nômade Orquestra” e autor do livro de poemas O Apanhador de Letras.

Caeto

Quadrinista e ilustrador, publicou as HQs “Memória de elefante” e “Dez anos para o fim domundo” pela Cia das Letras. Adaptou o conto “A Morte de Ivan Ilitch de Liev Tolstói para quadrinhos” pela Editora Peirópolis. Tem dez livros publicados como ilustrador.

Edson Ikê

Ilustrador e artista gráfico. Atualmente faz ilustrações para livros didáticos (impresso e digitais), jornais, revistas e cartazes nos quais a xilogravura é a base estética de suas produções. Ilustrou os livros “Zumbi Assombra Quem?”, “No balanço da Maré” e “Sofi, a pipa bailarina”. A galeria de arte Smith & Lens (EUA/Mississipi) expôs suas gravuras em 2016. Foi indicado para os prêmios Esso e Abril Jornalismo pela matéria que ilustrou “África e Brasil: unidos pela história e cultura” pela revista Nova Escola pela editora Abril.

Fanta Konate

É cantora, bailarina e compositora. Natural da Guiné Conacri (África), filha do Mestre Djembefolá Famoudou Konatê.
Completa 15 anos de carreira internacional e residência no Brasil. É fundadora do Instituto África Viva.

Guilherme Pires

Artista plástico, realiza oficinas de criação de bonecos e já participou de diversas exposições. Domina técnicas mistas e trabalha com um grande diversidade de materiais: bisquit, argila, tecido, arame, entre outros.

Inaiá Vilas Boas

Ilustradora de livros infantis e grafiteira. Atualmente trabalha com comunicação visual na área de arte final.

Lu Vitti

Cantora e atriz. No início de sua carreira trabalhou com teatro de bonecos na Cia. Pia Fraus; e mais recentemente esteve em cartaz com a peça musical infantil “A Cachorrada”. Tem parcerias musicais com Bocato, Rubem Farias, Filó Machado, entre outros. Seu primeiro álbum, “Lu Vitti”, foi lançado em 2016 no Sesc Pompeia com a participação de Angela Rorô.

Luis Kinugawa

Musicoterapeuta e Percussionista especializado em ritmos do Oeste Africano (Guiné, Senegal). Pesquisou por dois anos na África, o tambor Djembê e a tradição Mandingue. Atualmente, coordena o “Canal África Viva” , dirige a “ Troupe Djembedon”, que acompanha a bailarina e cantora africana, Fanta Konatê.

Moara Brasil

Artista visual paraense. Atualmente está se dedicando à pesquisa do movimento de retomada da identidade indígena dos povos do Tapajós – mais precisamente da comunidade de Cucurunã (Santarém/Baixo Amazonas) – onde vivem os seus parentes. Hoje Moara integra a associação multiétnica WIKA KWARA (Belém/PA). Participou da Expo coletiva “Re-antropofagia”, com curadoria de Denilson Baniwa e Pedro Gradella (2019/Niterói- Centro de Artes da UFF).

Thaís Arcângelo

Artista plástica, desenvolveu projetos em arte-educação com crianças na área de desenho animado e vídeo, atualmente trabalha como educadora e realiza trabalhos paralelos com ilustração, pintura mural e serigrafia.


Ler é como sair de casa,
a gente sempre volta diferente.